Linklist logo
Dominando o retargeting: como reconquistar os seus clientes online

Dominando o retargeting: como reconquistar os seus clientes online

por Miguel

Publicado em 07 de junho de 2023

Dominar o retargeting é uma competência avançada essencial no marketing digital, que permite às empresas reengajar seus clientes na esfera online, aumentar as taxas de conversão e promover fidelidade à marca. 

O retargeting é uma técnica relativamente simples que visa atingir novamente os visitantes do seu site que não realizaram uma ação desejada, como efetuar uma compra, em uma campanha de mídia paga. No entanto, para aplicar essa estratégia de forma eficaz, é necessário um entendimento profundo e a utilização criteriosa de algumas ferramentas e abordagens. 

O que é retargeting? 

Retargeting, também conhecido como remarketing, é um tipo de estratégia  que funciona através do uso de cookies ou tecnologias semelhantes. Quando um usuário visita um site, um pequeno arquivo de dados (conhecido como cookie) é armazenado em seu navegador. Isso permite que a plataforma “lembre” desse visitante. 

Depois que esse usuário sai da página, o cookie permite que a empresa exiba anúncios específicos para esse usuário quando ele visita outros sites. A ideia é lembrar gentilmente aos clientes sobre sua marca ou produto, incentivando-os a retornar ao site para concluir a ação que eles inicialmente não concluíram. Ao personalizar os anúncios com base no comportamento anterior do usuário, o retargeting pode ser uma estratégia de marketing digital muito eficaz.

Como fazer retargeting: passo a passo

  • Entenda seu público-alvo

A primeira etapa é desenvolver um entendimento completo do seu público-alvo. Esse passo é fundamental, pois a compreensão de quem são seus clientes em potencial e quais são seus interesses, comportamentos e características demográficas vai informar suas decisões sobre como, onde e quando implementar a técnica.

Inicie essa etapa investigando os dados disponíveis. Analise os dados do seu site e do público das redes sociais para compreender melhor quem está visitando e interagindo com seu conteúdo online. Ferramentas como o Google Analytics e o Facebook Insights podem oferecer uma riqueza de informações sobre o comportamento do usuário, como as páginas mais visitadas, quanto tempo eles passam no seu site, de onde eles são, entre outros.

Também é importante entender a jornada do cliente – a série de etapas que os clientes passam desde a primeira interação com sua marca até a conclusão de uma compra. Compreender essa jornada pode ajudá-lo a identificar em quais pontos os clientes estão deixando de concluir a ação desejada e, assim, você pode usar o retargeting de maneira mais eficaz para incentivá-los a voltar e concluir essa ação.

Por fim, lembre-se de que a compreensão do seu público-alvo não é uma tarefa única. As preferências e comportamentos do cliente podem mudar com o tempo, por isso é importante continuar analisando seus dados e ajustando sua compreensão e suas estratégias de acordo.

  • Criando uma segmentação eficaz

Depois de entender bem o seu público-alvo, o próximo passo é segmentá-lo de maneira eficiente. A segmentação é o processo de dividir o seu público em grupos menores, ou segmentos, com base em características ou comportamentos específicos. No contexto do retargeting, isso significa dividir os visitantes do seu site em grupos com base em como eles interagiram com o seu site.

Por exemplo: você pode ter um segmento para pessoas que visitaram a sua página inicial e saíram, um segmento para pessoas que adicionaram um produto ao carrinho de compras mas não concluíram a compra e outro segmento para pessoas que visitaram o seu blog mas não se inscreveram na sua newsletter.

Uma segmentação eficaz permite que você crie campanhas mais direcionadas e relevantes. Se você sabe que alguém mostrou interesse em um produto específico, pode direcionar anúncios desse produto para essa pessoa. Isso aumenta a probabilidade de que ela volte ao seu site para completar a compra.

Há várias maneiras de segmentar o público, incluindo:

Comportamento no site: como mencionado acima, é feito com base no que os visitantes fizeram em seu site; pode incluir páginas que eles visitaram, produtos que visualizaram, se preencheram um formulário etc.

Fase da jornada: com base em onde os visitantes estão na jornada do cliente; se eles são visitantes pela primeira vez, visitantes recorrentes, se eles já fizeram uma compra no passado etc.

Dados demográficos: baseada em dados demográficos como idade, sexo, localização etc.

o que é retargeting

Como melhorar campanhas de retargeting

Variedade de plataformas

A eficácia da sua campanha retargeting vai aumentar se você utilizar múltiplas plataformas de anúncio. Além do Google Ads, redes sociais como Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter oferecem opções de anúncio com base em retargeting. O Facebook, por exemplo, tem uma ferramenta chamada Custom Audiences que direciona anúncios para quem já visitou seu site. 

Além disso, aplicar a técnica por e-mail é uma opção atraente, enviando mensagens para usuários que deixaram ações inacabadas. 

Anúncios personalizados

Em vez de apresentar anúncios genéricos, você deve mostrar anúncios que reflitam a interação específica que o usuário teve com a sua página.

Por exemplo: se um usuário estava navegando por um determinado produto no site, você pode usar anúncios para mostrar-lhe esse mesmo produto. 

A personalização dos anúncios deixa uma campanha mais relevante e atraente para o cliente. Isso não apenas aumenta a probabilidade de o usuário clicar no anúncio e voltar ao seu site, mas também pode melhorar a percepção sobre a sua marca, tornando-o mais propenso a se envolver com você no futuro.

Limitação de frequência

Apesar do retargeting ser uma estratégia de marketing digital poderosa, é importante usá-la com moderação para evitar saturar ou irritar o usuário. A frequência com que um cliente em potencial vê seus anúncios é crucial para o sucesso da sua campanha.

Uma exposição excessiva aos anúncios pode levar a uma percepção negativa da sua marca. Por outro lado, se os anúncios não aparecerem o suficiente, o cliente pode se esquecer do seu produto ou serviço. Portanto, é importante encontrar um equilíbrio.

Muitas plataformas de publicidade online oferecem opções para limitar a frequência dos anúncios. Isso permite controlar quantas vezes um usuário específico vê seu anúncio em um determinado período.

Teste e otimize

É fundamental realizar testes e otimizações constantes em suas campanhas. Isso pode envolver experimentar diferentes tipos de anúncios, criativos, segmentações e plataformas para descobrir o que funciona melhor para o seu público-alvo.

Isso pode envolver a realização de testes A/B, onde duas versões de um anúncio são mostradas a diferentes segmentos para ver qual delas apresenta melhor desempenho. Otimizar a segmentação também é crucial. Talvez você descubra que certos segmentos respondem melhor ao retargeting do que outros. 

Finalmente, teste diferentes plataformas. Cada plataforma tem suas próprias características e público, e o que funciona bem em uma pode não funcionar tão bem em outra. 

No final das contas, o retargeting é uma forma poderosa de reconquistar clientes, impulsionar conversões e fortalecer a lealdade à marca. Quando implementado corretamente, pode ser uma parte valiosa do seu arsenal de marketing digital.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo! Para mais novidades do universo do marketing digital, nos acompanhe aqui no blog e no Instagram.